Amazon Prime Video – um pequeno guia iniciante

(Não, essa postagem infelizmente não é patrocinada. Fica aqui a dica para a Amazon haha)

Faz mais ou menos um mês que eu comecei a usar a Amazon Prime Video. Antes disso, o monopólio aqui de casa era da Netflix (e de uns links por aí que eu uso pra assistir, mas isso a gente deixa pra lá…)

Eu falei lá no meu primeiro post que as pessoas de hoje não sabem o quanto a vida ficou mais fácil com a Netflix. Porém, o sucesso do streaming acabou nos deixando com outro problema – todo mundo também quer ganhar dinheiro com isso, claro. E daí outras empresas começaram a investir em streaming próprio e, por consequência, tirar o seu conteúdo da Netflix – o que fez várias séries amadas pelo público darem adeus e causou traumas irreversíveis tristeza nos fãs. Até abaixo-assinado rolou na época que tiraram How I Met Your Mother (inclusive, saudades).

prime 11111

Visão inicial do player para computador da Amazon Prime Video

No Brasil, nós temos outro problema – algumas das experiências de streaming mais bem sucedidas lá fora demoram para chegar aqui, ou não chegam. É o caso do Hulu, que ainda não veio pra cá e não há previsão de chegada (dá pra acessar se você tiver VPN e quiser pagar o serviço dos EUA, mas eu particularmente tenho preguiça dessa opção). Mas, pelo menos, nós já temos acesso ao player da Prime Video.

Aliás, devo admitir que é nesse ponto que essa história fica confusa. Se você digitar na busca do google “hulu brasil”, o primeiro resultado que aparece é o site do streaming da Amazon; além disso, alguns dos conteúdos das duas companhias para o público daqui são os mesmos – o que me enganou a princípio e eu pensei que talvez The Handmaid’s Tale fosse estar no catálogo também (não está). This Is Us, por exemplo, tem direitos de exibição pela Hulu lá fora e pela Amazon no Brasil. Isso provavelmente acontece por causa dos acordos entre as produtoras de conteúdo e as empresas, que é diferente em cada país ou macrorregião – no caso, Brasil e/ou América Latina. Explicar isso merece uma outra postagem e um pouco mais de informações detalhadas, então voltarei ao assunto no futuro.

Vamos ao que interessa – o que temos na Amazon Prime? Vale a pena assinar?

prime 2

Passando o mouse por cima da série, aparecem as informações nesse quadro

Vou começar pelas parte não tão boa assim: o conteúdo geral da Amazon aqui ainda me parece mais pobrinho que o da Netflix, apesar de ela ser a segunda maior empresa do tipo no mundo e já estar no Brasil desde dezembro de 2016. Porém, isso deve melhorar, ao menos para os filmes, já que a empresa assinou um acordo de distribuição com a Lionsgate.

O layout de escolha dos títulos é parecido com a Netflix, mas me pareceu menos elaborado, sobretudo quando você clica no “Veja mais”, porque é bastante confusa a maneira como eles separam séries – você encontra as temporadas soltas, algumas ainda estão em outras línguas, achei esquisito. E eu não sei bem o porquê, mas The Office tem a opção de dublagem em português, porém não a de legenda em português. Acho que falta investir nesse layout e em resolver problemas de legendas como esse.

prime 3

Quando você clica no “Veja Mais”, as séries aparecem em lista, separadas por temporadas (e não por série, como na Netflix), e pode ser confuso encontrar o que você quer assistir

No entanto, tem algumas coisas que são bem ponto alto – as séries originais, como a premiada The Marvelous Mrs. Maisel, a famosa American Gods e Eletric Dreams, baseada nos contos de Philip K. Dick e com Bryan Cranston (Breaking Bad) como um dos produtores. Além disso, ela também tem no catálogo a maravilhosa This Is Us (eu vou fazer postagem dela logo, logo, porque é maravilhosa meeeeesmo), a hypada Mr. Robot e alguns clássicos, como Seinfeld, The Office e Downton Abbey. Isso para citar algumas das séries – tem Transparent, Law and Order SVU, Parks and Recreations, House e uma das que eu quero começar a assistir em breve: The Good Fight, spin off de The Good Wife, que foi bastante elogiada.

Também é possível assistir em celulares e tablets e baixar episódios para ver off-line – ainda não testei essa funcionalidade, mas segundo a internet é uma boa opção.

prime 4

A visão inicial das séries é parecida com a da Netflix

O destaque, como na Netflix, fica para as produções originais. Aliás, as companhias de streaming já entenderam que é esse o caminho – com séries originais, não há necessidade de renovar ou refazer contratos e não há o risco de perder conteúdo. Cada vez mais veremos programação original, e isso já não é novidade para ninguém.

E a melhor parte talvez seja o preço: eles oferecem uma semana grátis; em seguida, você vai pagar R$ 7,90 ao mês, por 6 meses; depois, o preço passa a ser de R$14,90. Nada mal para quem quer conhecer e ver se vale a pena ficar – não há tempo mínimo de assinatura, você pode cancelar a qualquer momento.

Uma inovação que eu achei interessante é o “X-Ray“, Raio-X: passando o mouse sobre a tela, enquanto você assiste a série, aparece no canto esquerdo essa funcionalidade; clicando nela, você recebe informações sobre os atores em cena e até a música que está tocando naquele momento. E também aparece a opção de voltar ou avançar 10 segundos.

prime 5

O Raio-X, no canto esquerdo, e as opções de voltar ou avançar 10 segundos.
E  Milo Ventimiglia ao fundo, coberto apenas por uma toalha. De nada.

Eu penso que um mês não é o suficiente para ter uma noção completa do que a Amazon tem e promete, de todas as possibilidades, mas dá pra ter uma ideia. E, como eu falei no texto de The Office, só por essa série no catálogo já vale a pena assinar. Não é uma alternativa à Netflix, eu diria que é mais um complemento. Não abriria mão da minha outra assinatura, por ora, até porque o conteúdo original Netflix é ótimo também.

Vocês conhecem a Amazon? Ficaram tentados a assinar? Me contem e, se rolou tentação, contem isso pra Amazon, quem sabe eu não ganho patrocínio XD

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s